Procurado
Informações que levaram à justiça…

Sajid Mir

Recompensa de até US$ 5 milhões

Sajid Mir, membro sénior da organização terrorista estrangeira Lashkar-e-Tayyiba (LeT), baseado em Paquistão, é procurado pelo seu envolvimento nos ataques terroristas ocorridos em Mumbai, Índia, em novembro de 2008. O programa Recompensas para a Justiça (Rewards for Justice) oferece uma recompensa de até 5 milhões de dólares por informações que levem à detenção ou condenação em qualquer país de Sajid Mir pelo seu papel nestes ataques.

Com início a 26 de novembro de 2008, e continuando até 28 de novembro de 2008, dez atacantes treinados pela LeT realizaram uma série de ataques coordenados contra múltiplos alvos em Mumbai, Índia, incluindo dois hotéis de luxo (o Taj Mahal Palace e The Oberoi), o Leopold Café, a Casa Nariman (Chabad), e a estação ferroviária Chhatrapati Shivaji Terminus, matando aproximadamente 170 pessoas. Durante o ataque, foram mortos seis americanos: Ben Zion Chroman, Gavriel Holtzberg, Sandeep Jeswani, Alan Scherr, Naomi Scherr e Aryeh Leibish Teitelbaum.

Sajid Mir era o gestor de operações da LeT para o ataque a Mumbai, desempenhando um papel de liderança no seu planeamento, preparação e execução. Mir foi acusado no Tribunal Distrital dos Estados Unidos, Distrito do Norte de Illinois, Divisão Leste (Chicago, Illinois) a 21 de abril de 2011, tendo sido acusado de: conspiração para lesar propriedade de um governo estrangeiro; fornecimento de apoio substancial a terroristas; auxílio e cumplicidade na morte de um cidadão fora dos EUA; e bombardeamento de locais de utilização pública. De acordo com a acusação, durante os ataques Mir aconselhou os atacantes a matar reféns, atear fogos e atirar granadas, e também procurou a libertação de um refém em troca da libertação de um atacante capturado. Em 22 de abril de 2011 foi emitido um mandado de captura para Mir. Em 2019, Mir foi acrescentado à Lista dos Terroristas Mais Procurados do FBI.

Em 30 de agosto de 2012, o Departamento do Tesouro designou Mir ao abrigo da Ordem Executiva 13224 por assumir posições de liderança dentro da LeT. De acordo com o Departamento do Tesouro dos EUA, a partir de 2005, Mir dirigiu formação para operacionais que se preparavam para o recrutamento no estrangeiro, lavagem de dinheiro e planeamento operacional. Em dezembro de 2001, a LeT foi designada uma organização terrorista estrangeira pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos.

Foto adicional

Sajid Mir